Por Mary Lou Harris

Viajar sozinha pode ser uma experiência enriquecedora e afirmativa. Também pode ser cheia de preocupações e ansiedade se nós nos permitirmos duvidar da nossa capacidade.

Aproveite os ‘e se…?’ para planejar e ser responsável pela resolução dos possíveis contratempos. Considere os piores cenários e mentalmente os resolva antes.

Todas essas preocupações, das mais bobas às mais sérias, podem ser resolvidas. Pense com antecedência sobre o que você varia caso algo aconteça, e então não se preocupe mais. Aqui estão listados alguns possíveis problemas.

E se eu me perder e não conseguir voltar para o meu hotel, apartamento ou cruzeiro?
Primeiramente, se estiver hospedada em um hotel, pegue um cartão de visitas para que você tenha o endereço e o telefone.
Quando sair, além de memorizar o caminho, use seu celular para tirar fotos das ruas e pontos de referência.
Se você for habituada com o GPS do celular, existem alguns que funcionam off-line. Em alguns lugares você pode alugar aparelhos de GPS que são para uso de bolsa. Também tem o bom e velho mapa, que você pode carregar dentro do bolso da calça.

E se eu perder minhas chaves e não conseguir entrar no meu quarto ou apartamento?
Se você estiver hospedada em um hotel grande, basta pedir outra chave na recepção. Se você alugou um apartamento, pode ser que o proprietário não esteja disponível para resolver o problema. Então, assim que se instalar, dê uma volta no bairro e veja onde você pode encontrar ajuda. Há um posto policial por perto? Existe algum hotel a uma distância razoável de onde você está hospedada?
Pode ser que você gaste um dinheiro que não estava programado, mas você terá uma alternativa segura para passar a noite até que amanheça e você encontre o proprietário do apartamento.

E se eu me sentir solitária viajando sozinha?
Viajar sozinha é uma excelente forma de autoconhecimento. Mesmo que você se utilize dos benefícios de viajar sozinha, há momentos que é mais legal fazer atividades em grupo.
Faça uma pesquisa antes da viagem para descobrir quais atividades você quer fazer em grupo, as organizações e clubes do seu interesse. Faça contato com eles.
Durante uma estadia em Paris, eu entrei em contato com um grupo de trilha no Meet Up. Eu fiz uma trilha com eles na floresta de Versailles. Foi uma atividade excelente onde entrei em contato com a natureza e convivi com parisienses que conheciam as trilhas e sabiam de curiosidades sobre a floresta.
Meetup.com é um dos vários sites que te dão acesso a diferentes atividades em diferentes lugares ao redor do globo.

Texto originalmente publicado no Sixty And Me, livremente traduzido e adaptado pelo site Mulheres Maduras.
Foto: Steven Lewis

FONTESixty and Me
COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



Mulheres Maduras
Para aquelas que têm um pacto de amizade com o tempo.